quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Ms. Cellophane

Ache uma palavra doce das tantas que profanei no teu ouvido azedo vegetal... Acha mesmo que não espinafrei vinhas e corticeiras na tua janela? Eu teria corrido todas as maratonas de um planeta sombrio, mas uma noite sem penumbra, sem curvas ou esquinas para tropeçar seria meu melhor presente. Claro que eu fui mesquinha e egoísta, mas de qual outra forma eu não te ensinaria a ser tão amargo e cruel com a vizinhança atrevida?

Meu bem, não me odeie. Simplesmente me despreze.


"See right through me, pass right through me and don't feel anything."

Um comentário:

L. Felipe A. disse...

somos todos planetas sombrios e solitários.